Previdência Privada

Antes de entender a Previdência Privada, temos um fato da Previdência social: hoje temos apenas 1,4 contribuintes para cada aposentado da previdência social do país. Estudos do IPEA mostram que em 2032 passaremos a ter mais aposentados do que contribuintes.

Por isso, planos de complementação da aposentadoria pela previdência privada são cada vez mais incentivados pelo governo e procurados pelos trabalhadores, mediante uma contribuição mensal ao longo de um prazo determinado. Na previdência privada você pode optar por receber uma renda mensal vitalícia ou resgatar o valor total da reserva acumulado no seu plano.

Tipos de Previdência Privada

Na contratação e ao final de sua acumulação você terá que optar pela conversão da sua acumulação em renda vitalícia ou pelo resgate do valor total da reserva acumulada.

Se optar pela renda vitalícia, a seguradora terá que pagar o valor contratado enquanto você estiver vivo. Porém se você vier a falecer cedo, o valor acumulado ficará para a seguradora.

O investidor também pode optar por resgatar o valor total da reserva acumulada. Durante o período de acumulação, em caso de falecimento do participante, a reserva será paga aos beneficiários indicados na proposta. As indenizações pagas aos beneficiários não integram o inventário.

Segurança

segurança

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) é um órgão vinculado ao Ministério da Fazenda. De acordo com a regulamentação atual, as Entidades Abertas de Previdência Complementar são obrigadas a constituir uma reserva técnica que garanta o pagamento de benefícios para os seus participantes.

Periodicamente a Susep monitora essas informações, impedindo que problemas financeiros aconteçam e protegendo seus investimentos.

Planos de Previdência Privada

PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre)

Ideal para quem faz declaração completa de IR, pois, como incentivo à contratação individual de planos de Previdência Privada, o Governo autorizou que as contribuições efetuadas aos planos PGBL fossem dedutíveis do Imposto de Renda até o limite de 12% da renda tributável.

VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre)

Ideal para quem faz declaração de IR simplificada, para profissionais liberais ou para quem deseja aplicar mais de 12% de sua renda bruta anual. Isto porque, em um VGBL, a tributação acontece apenas sobre o rendimento acumulado.

Pontos a considerar

  • Não é um investimento adequado para curto prazo;
  • Não basta depositar qualquer quantidade para ter uma previdência tranquila, é preciso fazer os cálculos;
  • Os custos do plano são muito importantes, fique atento às taxas, pois fazem total diferença no valor final;
  • Cuidado com as simulações, visto que são feitas com base em cenários perfeitos;
  • Planejamento sucessório;
  • Imposto sobre herança.

Muitas vezes ter uma Previdência Privada é uma grande segurança para um futuro tranquilo junto à nossa família…

O site SegredosDaPrevidência disponibiliza um E-book TOTALMENTE GRATUITO sobre a Previdência Privada, sugiro fortemente que leia.

previdência privadaPara dominar totalmente a Previdência Privada eu aconselho que faça imediatamente o curso “Segredos da Previdência Privada”. O conteúdo é fantástico e irá lhe auxiliar da melhor maneira possível. CLIQUE AQUI AGORA para acessar o curso !!!