O que acontece se a corretora quebrar?

O que acontece se a corretora quebrar? Esta é uma dúvida que assombra muitos investidores iniciantes a respeito de seu dinheiro e suas ações. Mas fique calmo! Apesar de possível, o risco de uma corretora quebrar é realmente muito pequeno.

A coisa mais fácil de acontecer atualmente é um investimento dar errado e não uma corretora decretar falência. Por isso, escolher boas empresas é essencial para garantir bons investimentos.

Pense na corretora como uma espécie de banco onde você deposita seu dinheiro e ele é transformado em ações (tudo com seu consentimento, claro). Elas lucram através de taxas sobre suas operações e ao contrário dos bancos, não emprestam dinheiro.

A corretora é uma intermediária (agente de custódia)

bolsa de valores

Não é possível comprar uma ação diretamente na bolsa, sendo necessário transferir o montante a ser investido para a conta de uma corretora. E ao contrário do que muita gente imagina, cada ação comprada fica registrada na CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia) no nome do investidor e não da corretora. Assim, se por um acaso ela chegar a ir à falência, as ações continuarão sendo suas e você, posteriormente, poderá transferi-las para outra corretora.

Quem fica com meu dinheiro quando compro uma ação?

viver de dividendos

No momento em que você assume o risco da empresa que emitiu um papel, comprando-o, seu dinheiro vai para quem vendeu as ações. A CBLC fornece uma conta para cada cliente, onde fica disponibilizado via internet a consulta da sua custódia. Para acessá-la, basta utilizar seu login e senha.

Ainda é possível realizar, através do site da corretora, a mesma consulta. E mais, sempre que você possuir a custódia de uma ação receberá através dos correios, mensalmente, um extrato direto da CBLC, informando o saldo de ações em seu nome.

Mas é só isso? Não corro perigo de sair no prejuízo?

tesouro direto descomplicado

Existe uma possibilidade de você sair no prejuízo, sim. Suponhamos que você não tenha investido todo o montante transferido para a conta da corretora e a mesma chegue à falência. E agora?

Provavelmente você consiga reaver esse dinheiro, o que poderá levar tempo e custar uma boa dor de cabeça. Mas, dependendo do montante e do caso, talvez você realmente saia no prejuízo.

O processo é o mesmo que ocorre com empresas que decretam falência. Portanto, uma forma de evitar esse imprevisto é manter sempre o mínimo de dinheiro livre em conta. Caso você seja um investidor com estratégia a longo prazo, mantenha sem investir apenas o necessário para realizar pagamentos da custódia, por exemplo.

Apenas tome cuidado para não se tornar um paranoico. Este realmente não é um caso de pânico. Se você é cliente de uma corretora de renome no mercado, o risco de você sair no prejuízo, nestes casos, beira à zero.

O que posso fazer para evitar essa dor de cabeça?

taxas 2

É possível ainda realizar a troca de corretora, caso você não esteja satisfeito. O processo é simples e consiste no envio de uma carta à CBLC solicitando a troca de corretora, sem que seja necessário realizar a venda de suas ações. Elas apenas serão transferidas para uma nova corretora sem ônus para o investidor.

Para evitar que problemas assim ocorram, é necessário levar em consideração alguns fatores na hora de definir qual corretora utilizar para fazer investimentos. Nem sempre aquelas que apresentam as menores taxas podem ser as melhores opções para você. Na grande maioria das vezes, estas corretoras (barateiras) não oferecem ferramentas e suportes necessários para investidores iniciantes, o que acaba por frustrar as expectativas de muitos ao notarem que estão à deriva no mercado de valores.

Desta forma, é primordial realizar uma pesquisa e conhecer cada diferencial (taxa de corretagem, taxa de custódia mensal, taxa para o tesouro direto, taxa de saque, home broker, atendimento, ferramentas e serviços) de cada corretora. Assim, os riscos se tornam cada vez menores e você garante uma boa experiência na compra de ativos.

Curos sobre investimentosQuer aprender um pouco mais sobre investimentos? Sugiro que conheça o E-book “Como Investir Dinheiro”, do Rafael Seabra. É o melhor custo benefício do mercado, pois você terá conteúdo completo e de qualidade sobre investimentos a um preço totalmente acessível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *