8 Dicas Para Poupar Dinheiro E Começar A Investir

Eu poderia começar falando de grandes investidores ou citar os famosos Lobos de Wall Street. No entanto, não precisamos ir tão longe assim.

Com toda certeza você já poupou alguma vez na vida e já investiu em algo, seja abrindo mão de um evento para dar prioridade a outro ou até mesmo evitando comprar algo hoje para comprar algo melhor amanhã.

Primeiramente, tudo é focado em você e no seu modo de vida. Existem muitos truques fáceis de implementar para poupar dinheiro e que geram resultados surpreendentes. No final de cada mês a sua conta bancária vai finalmente fazer-lhe sorrir !

Abaixo citamos 8 dicas para começar a poupar e investir.

1.    Tenha um foco

foco

Defina uma meta (que pode ser iniciada com um plano de redução de custo) e vá cumprindo passo a passo até chegar ao seu objetivo final. Aconselho a estipular metas de curto, médio e longo prazo. Isso certamente irá exigir disciplina e autocontrole, além de proporcionar um satisfatório crescimento pessoal.

2.     Registre todas as despesas

despesas

Como poupar dinheiro se não sabemos para qual destino ele está indo?

O que temos que fazer é registrar todas as saídas desse dinheiro (seja através de planilhas, aplicativos ou até mesmo um caderno), para que assim possamos eliminar tudo o que for superficial ou até mesmo fútil. Dessa forma você saberá exatamente quanto te sobra.

3.    Aproveite as promoções

promoção

Fique sempre antenado nas promoções! Procure mercados que vendam em atacado, pois costumam-se vender quantidades a um preço abaixo do varejo. Sempre faça pesquisas de preço, independente do produto que for comprar.

4.    Reduza as despesas mensais fixas

despesas 2

Procure priorizar as contas essenciais como prestação da casa, financiamento de um carro, etc. Adquira o hábito de sempre desligar todas as luzes. Aparelhos em standby que não são usados regularmente, também podem ficar des-plugados da tomada. Caso tenha TV por assinatura, pergunte a si mesmo se há necessidade de tantos canais, focando sempre em reduzir suas contas. O mesmo deverá ser feito com telefones, internet, dentre outros.

Dica: de 3 em 3 meses eu entro em contato com todas as operadoras que prestam serviços para mim e ameaço cancelar. Resultado? Sempre me oferecem oportunidades com um preço inferior.

5.    Deixe o carro em casa

carro em casa

Levando em consideração o trânsito, o preço elevado do combustível, custo com pneus, óleo, manutenções, possíveis multas ou até mesmo acidentes, torna-se necessário ir trabalhar ou fazer algum outro percurso (como padaria, por exemplo) com seu carro? Avalie sempre se há possibilidades de ir caminhando ou se existem outros meios de condução. Acredite: vale a pena o esforço!

6.    Estipule um valor mensal para investir e FAÇA!

rentabilidade

Estipule um valor mensal da sua renda para investir, por mínimo que seja. Não pense que o valor é pequeno, visto que com o tempo você perceberá o quanto isso é significativo para a tão sonhada independência financeira.

Dica: coloque a quantia como transferência automática de sua conta corrente. Dessa forma, antes mesmo de efetuar o pagamento das contas, a aplicação acontecerá!

Não se esqueça: primeiro o mais importante.

 

7.    Elimine seus cartões de crédito

cortar cartão

A compra e o parcelamento de valores altos em cartões de crédito impossibilitam a sua economia, visto que o dinheiro está comprometido. Priorize sempre os pagamentos à vista e tenha a audácia de barganhar o desconto.

O cartão de crédito é importante para situações imprevistas. Sendo assim, permaneça apenas com o banco que mais se identifica, desfazendo dos demais. Lembre-se: não use em excesso e com futilidades! Os cartões de crédito possuem as taxas mais altas de juros do mercado! Sugiro ler esse artigo sobre Cartões de Crédito.

8.    Também não posso me privar de tudo aquilo que gosto!

viva

Com frequência justificamos os gastos com o fato de não se privar de tudo o que gosta. Normalmente nossas vidas não são regradas como deveriam e acabamos adquirindo hábitos que nos prejudicam. Avalie se não há possibilidades de reduzirem os gastos.

Ex.: adoro sushi e acho o preço cobrado elevado. Solução: aprenda a fazer sushi.

A prestação do meu carro é alta. Solução: dependendo do seu plano de investimento, valeria a pena vendê-lo? Pode trocar por um carro de menor valor ou adquirir uma moto para economizar?

Ao investirmos uma quantia, precisamos aguardar o tempo de retorno. Ex.: tenho interesse em comprar uma empresa e para isso vou poupar R$500,00 durante 5 anos. Essa empresa passa a te dar um retorno em dois anos e posteriormente te proporciona uma receita mensal de 8 mil. Valeu a pena o esforço? Acredito poder comprar “qualquer coisa” que no passado a disciplina te privou.

E então, o que achou das dicas?  Você tem que ter em mente que não existe dinheiro fácil e a independência financeira não virá do dia para a noite, mas sim com a busca constante de conhecimento, a vontade de transformar o sonho em realidade, a disciplina e o hábito em executar cada uma das dicas. São coisas simples, que não irão atrapalhar em nada na sua vida, mas sim te fazer crescer cada dia mais financeiramente.

invistaO Investimento Perfeito te ensina tudo sobre investimentos financeiros e como se planejar para multiplicar seu patrimônio e alcançar a tão sonhada independência financeira. NÃO PERCA A OPORTUNIDADE DE CONHECER O CURSO. CLIQUE AQUI !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *