10 Hábitos para Alcançar a Independência Financeira

Alcançar a independência financeira é o sonho da maioria das pessoas. A vontade de voar com as próprias asas e permanecer em voo é o combustível que faz muita gente buscar cada vez mais essa autonomia.

Entretanto, muitos confundem independência financeira com o poder de aquisição (ser rico) e isso é um grande equívoco.

Costumeiramente, independência financeira é entendida de duas maneiras: quando um jovem pode arcar com seus custos e seguir sua vida, sem a ajuda de seus pais; ou quando uma pessoa, conquistada certa estabilidade, passa a viver única e exclusivamente de seus rendimentos, sejam eles aluguéis ou qualquer outro tipo de investimento.

Em outras palavras, ser financeiramente independente significa possuir um montante advindo de investimentos maior que suas despesas, ou seja, se sua receita é maior que sua despesa, tecnicamente seu dinheiro te sustentará.

Como posso ser financeiramente independente?

o que e

Claramente não existem fórmulas mágicas ou receitas prontas de sucesso. Porém, seguindo algumas dicas básicas, você consegue obter uma noção de quais são as maneiras mais efetivas para você e seu estilo de vida. Desta forma, apresentaremos a seguir alguns hábitos considerados chaves que irão te auxiliar futuramente. São eles:

  • Controle seus impulsos – Este é um hábito que compromete a receita de uma grande parcela da população. Gastos supérfluos são grandes ladrões financeiros. Portanto, gaste menos do que ganha.
  • Corra das dívidas – Sem dúvidas este é um dos principais passos para se adquirir a tão sonhada independência financeira. Livrar-se de dívidas como cartões de crédito, cheque especial ou até mesmo empréstimos a juros exorbitantes é fundamental.
  • Economize – Reduzir custos é fundamental para quem quer poupar dinheiro. O conselho mais comum, segundo especialistas, é se esforçar ao máximo para reduzir pelo menos 10% de seus gastos.
  • Discipline-se – Saber traçar um planejamento e fazer tudo para que ele seja cumprido é crucial. Então, se o seu objetivo é garantir a longevidade financeira, saber viver dentro de suas limitações é indispensável.
  • Mantenha sua mente ativa! – Que o conhecimento nos leva a lugares e situações impressionantes, a maioria de nós já sabemos! Porém, direcionar esse conhecimento para uma oportunidade não é algo fácil de ser feito. Esteja sempre se atualizando financeiramente, seja por meio de livros ou qualquer outra fonte de conhecimento. Assim, gradualmente sua expertise para questões financeiras ou até mesmo para potenciais investimentos se demonstrará cada vez mais evidente.
  • Você precisa de uma meta – Sem ela, você pode e provavelmente se perderá no caminho. Estabeleça metas reais. Ou seja: nada de metas mirabolantes que com certeza te farão desistir na primeira dificuldade.
  • Pare de procrastinar – Seja objetivo. Quanto menos tempo você gastar com coisas desnecessárias, mais tempo você terá para investir na sua disciplina e focar no que realmente interessa.
  • Previna-se – Nunca deixe de estar atualizado em relação ao mercado e aprenda a identificar as oportunidades e seus riscos. Dessa forma, você estará livre dos perigos de investir baseado em palpites ou especulações.
  • A vida é muito curta para guardar o dinheiro na poupança! – Considere investir o dinheiro poupado ao invés de deixá-lo guardado na poupança, onde ele demorará muito para render. A renda fixa, por exemplo, é uma boa opção. Entretanto, existem inúmeras outras que com certeza irão suprir suas expectativas. Informe-se!
  • Nunca se acomode – Busque sempre se valorizar, reformular seus conceitos, buscar novas motivações. Lembre-se sempre de buscar a meta. Ao atingi-la, dobre a meta. Afine o instrumento.

Comece a aplicar esses hábitos em sua vida! Lembre-se: é você que irá construir seu futuro, não os outros!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *